A Câmara Municipal de Arari realizou seção solene de entrega de títulos de cidadão Arariense.

 

img_20161202_183855

A Câmara  Municipal de Arari  decretou  conforme seu regimento interno homenagens a dois cidadãos que agora passam a ser ararienses com a entrega do titulo de cidadão Arariense. Desta vez a Câmara conferiu  o decreto de nº 01/2016 ao Padre Antônio Neves  que teve como autor  o vereador Júnior Boy que após seis anos deixou seu legado nesta gleba. O senhor Benedito Ferreira  conhecido popularmente como Pelé da Draga, o qual chegou na cidade de Arari no ano de 1970 e trabalhou na draga como mergulhador  exercendo  esse cargo por décadas, foi homenageado conforme  decreto de nº 05/2015, tendo como autor o vereador Cabito Abas.

“Estamos muito orgulhosos em entregar esses dois títulos de cidadão arariense a estes  grandes homens. Padre Antônio Neves, que por aqui passou e deixou seu trabalho como missionário  nos deixando muito feliz e Benedito Ferreira por seu trabalho prestado a esta comunidade”. Frisou o Presidente Evando Piancó.

Para o autor do Projeto Vereador  Junior Boy, é motivo de satisfação  prestigiar nosso amigo  Padre Antônio Neves, pelo relevantes serviços prestado a esta comunidade.

Para o Vereador Cabito Abas, a entrega do título a Pele é uma honra, pois seu trabalho prestado a este municípios a décadas foi de grande importância.

Em seu discurso, Padre Antônio Neves, destacou que Arari o abraçou e que aqui tem muita gente trabalhadora e acolhedora. Frisou também que, quem vem de fora se sente em casa e que esta homenagem com o titulo de cidadão Arariense é para ele um reconhecimento externo porque já possui um ardente coração arariense.

O sr. Pelé  agradeceu pelo reconhecimento feito pela Câmara Municipal de Arari.

Share Button

Justiça afasta prefeito de Bacuri por atraso no pagamento de servidores

Do G1 MA

A Justiça do Maranhão determinou nesta sexta-feira (2), o afastamento do prefeito da cidade de Bacuri, José Balduíno da Silva Nery, do cargo por 180 dias atendendo pedido formulado por meio de uma ação civil pública. A Câmara de Vereadores já foi notificada para, em 24 horas, empossar o vice-prefeito no cargo.

Na decisão, o juiz Thadeu de Mello ressalta que está demonstrado nos autos, por meio da farta documentação juntada pelo MPMA, que o réu, de maneira contumaz, vem deixando de pagar o funcionalismo público, e realizando descontos indevidos, muito embora o município continue recebendo normalmente os repasses previstos. Descumpriu todos os TAC’s assinados junto ao Ministério Público para resolução das pendências e o fim do atraso salarial, o pagamento de outras verbas trabalhistas e a regularização dos repasses ao INSS e às entidades de classe.

O magistrado determinou, também, a notificação das instituições bancárias oficiais com as quais o Município mantém convênio, comunicando a proibição do réu José Balduíno da Silva Nery, em realizar qualquer tipo de transação.

Denúncias
A denúncia diz que o prefeito estava atrasando o pagamento dos servidores municipais, mesmo recebendo todos os repasses constitucionais regularmente. De acordo com o Ministério Público, o prefeito “se comprometeu a regularizar a questão salarial, tendo fixado data para o pagamento mensal de todos os servidores; se abster de aumentar gastos com pessoal e praticar as condutas vedadas previstas no art. 22 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Além disso, José Balduíno se comprometeu a regularizar os repasses aos sindicatos e ao INSS, buscando viabilizar junto à Receita Federal a renegociação dos valores não repassados, apresentando estudo detalhado até o último dia 30 de julho”.

Share Button

Tema e Djalma Melo discutem possibilidade de consenso na disputa pela Famem

Pré-candidatos à presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), os prefeitos reeleitos de Tuntum, Cleomar Tema e, Djalma Melo, de Arari, estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira (10, discutindo a possibilidade de um consenso para a formação de uma chapa única. A reunião dos dois ocorreu no intervalo do encontro do governador Flávio Dino com os prefeitos, no Rio Poty Hotel.

img_6488“Sou pré-candidato, assim como outros colegas de outras regiões, mas isso não impede que possamos estabelecer um trabalho de conciliação, até porque, nos últimos anos, as eleições da Famem sempre ocorreram de forma consensual”, assinalou Djalma Melo.

Por seu lado, o prefeito Cleomar Tema, que aparece como o virtual presidente da entidade, já que detém apoio da ampla maioria dos colegas, disse que sempre buscou o diálogo e a união, afirmando que os municípios estão necessitando de uma injeção de forças em função da crise que enfrentam.

“Sou pelo consenso, pela união e aqui começamos a alinhavar uma forma de chegarmos a esse entendimento”, ressaltou Tema, enquanto Djalma Melo falou que colocou seu nome para a escolha dos colegas por se sentir capacitado, em função da experiência adquirida. “Meu nome está colocada, mas nada impede que eu, o Tema e os demais prefeitos cheguemos a um acordo pela chapa única”, frisou Djalma.

 

Fonte: Do blog de Luis Cardoso

Share Button

DE JANEIRO A JANEIRO O TRABALHO NÃO PÁRA E A PREFEITURA ENTREGA MAIS UMA ESCOLA À COMUNIDADE

img-20161130-wa0007

Após as eleições, a Prefeitura Municipal de Arari continua com o seu trabalho. Na zona urbana capeamento de ruas e pinche no bairro Recanto Florido, dando continuidade ao desenvolvimento da cidade deixando- a mais bonita.                                                                             Na zona Rural especificamente  na comunidade de Passa Bem o povo agradece ao prefeito Djalma Melo pela obra entregue  aos estudantes daquela comunidade. O educandário  já foi notícia nacional  no Jornal da tv Globo, o JH( Jornal Hoje)  onde noticiou uma DENÚNCIA enviada por um Professor da rede municipal mostrando o estado  da referida escola.  E para o contentamento da comunidade de Passa Bem foi entregue uma escola digna da classe estudantil   e de uma comunidade que vem se orgulhar pelo belíssimo prédio recebido. O prefeito continua mudando realidades na área educacional, transformando sonhos em realidades  outrora tão distantes. Ver seus filhos estudarem em verdadeiras  escolas e não em casebre como mostra  imagens do antes e depois, faz  a comunidade se orgulhar com a atual  Escola do Passa Bem. O prefeito foi recebido com festa pela população agradecida

Share Button

10 senadores ganham supersalários

Por Jornal Pequeno

Senador Edison Lobão (PMDB-MA) é um dos dez senadores com supersalários – Jorge William / Agência O Globo

BRASÍLIA – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mirou em juízes e procuradores, mas pode acabar atingindo seus próprios colegas. Em meio à discussão sobre a legalidade do pagamento de supersalários nos três Poderes que superam o teto constitucional de R$ 33,7 mil mensais, levantamento do GLOBO mostra que ao menos dez senadores acumulam proventos, recebendo vencimentos bem acima deste valor. Estão neste grupo Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), Edison Lobão (PMDB-MA), Garibaldi Alves (PMDB-RN), João Alberto (PMDB-MA), Jorge Viana (PT-AC), José Agripino (DEM-RN), José Maranhão (PMDB-PB), Otto Alencar (PSD-BA), Roberto Requião (PMDB-PR), e Valdir Raupp (PMDB-RO).

O fato de receber acima do teto, inclusive, levou Otto Alencar a abrir mão da presidência da Comissão do Extrateto, criada por Renan, para coibir os supersalários. O senador baiano preferiu não informar o valor total de seus vencimentos. Contou apenas que é aposentado como servidor público estadual e que, por sua condição, e para não ficar constrangido na presidência da comissão, pediu a Renan que indicasse outro senador para o cargo.

Entre os que informaram seus proventos, o valor da remuneração total bruta varia entre R$ 52,7 mil a R$ 67,5 mil. A concessão de aposentadorias a ex-governadores vem sendo discutida há anos no Supremo Tribunal Federal. Os estados agem no vácuo de uma regra federal. Até 1988, os ex-presidentes da República tinham direito ao recebimento de uma aposentadoria. Os governos estaduais então, replicavam o benefício para os chefes do poder local. A Constituição de 1988 acabou com a aposentadoria para os presidentes, mas não proibiu explicitamente a concessão da pensão aos governadores.

AUTONOMIA PARA GASTAR

Alguns estados suspenderam, então, a regalia a partir de 1989, quando refeitas as constituições estaduais. Outros simplesmente ignoraram as mudanças, mantendo o benefício ou, ainda, criaram a aposentadoria ao longo das últimas duas décadas, casos mais recentes do Acre e da Bahia. O entendimento dos estados é que eles têm “autonomia” pela Constituição para decidirem o que quiserem.

Os senadores Antônio Carlos Valadares e José Agripino justificaram sua condição afirmando que obtiveram as aposentadorias antes da Constituição de 1988. Ambos alegam ter direito adquirido. Garibaldi afirmou que sua aposentadoria é do período em que foi deputado estadual, entre 1971 e 1985, situação também anterior à mudança da regra constitucional.

— Esta questão está judicializada. A Justiça não decidiu e estou no aguardo de uma manifestação sobre o acúmulo de proventos. Minha pensão está respaldada pela Constituição de 1967. A Constituição de 1988 mudou a regra, mas a perda do direito não retroage — disse Agripino.

Valadares encaminhou ao GLOBO decisão do Tribunal Regional da 5° Região de 2012 que julgou legal o recebimento de sua aposentadoria. A situação é diferente nos casos de Jorge Viana e Roberto Requião. No Acre, estado governado há 17 anos pelo PT, a lei que garantia a aposentadoria a governadores foi revogada antes dos irmãos Jorge e Tião Viana chegarem ao poder. Mas assim que assumiu, em 1999, Jorge Viana ressuscitou a aposentadoria especial e hoje se beneficia dela.

— Não vou me manifestar sobre essa questão. Está dentro da lei e enquanto estiver dentro da lei, eu vou continuar recebendo — reagiu.

O Paraná chegou a suspender o pagamento das pensões em 2011, mas por decisão da Justiça, retomou em 2014. Requião, então, cobrou judicialmente os recursos do período em que não recebeu sua aposentadoria. Em novembro de 2014, ganhou R$ 452,6 mil retroativos aos 16 meses que teve o benefício suspenso.

Requião disse que não abriu mão do benefício porque precisa do recursos para pagar as indenizações a que é condenado. O peemedebista afirma concordar com uma regra em que seja obrigatório o respeito ao teto para todos.

— Eu e todos os ex-governadores do Paraná recebemos uma verba de representação. Sempre fui contra isso, mas sofro um achaque do Judiciário por condenações, penas pecuniárias, então recebo em legítima defesa. Já paguei mais de R$ 2 milhões de multa de indenização, porque chamei ladrão de ladrão. Mas acho que deveria acabar para todos. É uma boa oportunidade para rever isso — disse Requião.

Outros dois senadores fazem por conta própria o abate teto: Cristovam Buarque (PPS-DF) e Jader Barbalho (PMDB-PA). O peemedebista suspendeu o recebimento da aposentadoria como ex-governador enquanto estiver no exercício do mandato de senador. Já Cristovam optou pela aposentadoria de professor da Universidade de Brasília (UnB), de R$ 23,1 mil. Ele recebe complementação do Senado referente à diferença até seu salário total chegar ao teto de R$ 33,7 mil.

EX-GOVERNADORES NO TETO

Segundo o levantamento do GLOBO, outros seis senadores não acumulam salários porque as legislações locais proíbem. No Amazonas, onde há dois senadores que são ex-governadores, Eduardo Braga e Omar Aziz, a lei estadual impede o acúmulo de proventos. Braga e Aziz só terão direito à aposentadoria quando não tiverem mandato. Em Minas Gerais, Amapá e Ceará, as leis que permitiam o recebimento de pensões foram extintas nos últimos anos. Com isso, Aécio Neves (PSDB), Antônio Anastasia (PSDB), João Capiberibe (PSB) e Tasso Jereissati (PSDB) não recebem nenhum tipo de benefício.

Outros três senadores que governaram seus estados, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ivo Cassol (PP-RO), e Fernando Collor (PTC-AL) não responderam à reportagem.

Em 2009, o Tribunal de Contas da União publicou um acórdão pedindo ao Congresso que buscasse uma forma de se enquadrar no teto do funcionalismo , tentando evitar a soma de salários de deputados e senadores acima deste patamar. No entanto, o acórdão nunca foi cumprido porque o Senado alegava que não há como instituir um teto nacional, já que União, estados e municípios têm orçamentos e folhas de pagamento independentes.

Em 2013, o Senado flexibilizou esse entendimento. Renan decidiu cortar os salários de servidores que ganhassem acima do teto. Com isso, todos os funcionários do Senado, quando contratados, recebem uma declaração a ser preenchida: se recebem outros vencimentos e se têm alguma condenação. Esta declaração serve como base para o abate teto e deve ser refeita anualmente. Ela não se aplica, no entanto, aos senadores, que não precisam prestar essas informações.

Share Button

Márcia Felipe apanha do marido pela terceira vez; agora foi no Maranhão

O show de Márcia Felipe foi cancelado em  Bernardo do Mearim. A produção alegou “acidente doméstico”. Contudo a história esconde vários mistérios. Onde o baterista do Safadão, conhecido como R 10, teve um ataque de ciúme e disparou o Iphone 7 da cantora contra o chão e houve empurrões, por suspeitar, que a esposa estava tendo um caso amoroso com um dançarino. A festa foi cancelada e precisou ser remarcada para uma nova data.

marcia-chorando-715x400

Já não é a primeira vez que casos de agressão contra Márcia Felipe acontecem, tudo em “off”. O baterista não chegou á disparar o celular contra o rosto de Márcia, o nariz dela está com algumas marcas por conta de outra cirurgia plástica que a cantora fez. O fato é que não é a primeira vez que Rold Bala suspeita da esposa. Vieram para o Maranhão apenas fazer barraco e deixar os fãs sem a presença da “fenomenal”.

A agressão pode ter sido séria, a ponto da cantora cancelar três shows consecutivos no Maranhão: Pinheiro, Campestre e Bernardo-MA.

O Rold Bala, marido de Mácia Felipe, foi procurado pela equipe do Blog do Luís Cardoso, porém, não respondeu nada até o presente momento (15:54).

A produção está alegando acidente doméstico e não entenderam ou não querem falar a respeito do assunto.

 

 

Fonte: Luis cardoso

 

Share Button

Imagem da noite: o selevasco voltou

image

 

 

Fonte: Luis Cardoso

Share Button

Polícia apreende cerca de 70 kg de maconha no Maranhão

Do G1 MA, com informações da TV Mirante

Cerca de 70 kg de maconha foram apreendidos na manhã deste sábado (26) em São Luís. A maconha estava embalada em 70 tabletes foi apreendida por policiais da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) em uma residência situada na Rua Feliciano Ribeiro, no bairro Anil.

De acordo com os policiais da Senarc, o entorpecente apreendido foi descoberto após várias denúncias realizadas por meio do aplicativo whatsapp. A maconha estava sendo distribuída na região do bairro Anil.

Segundo o delegado Carlos Alessandro, uma adolescente de apenas 17 anos foi apreendida no local e deverá ser encaminhada ao Centro de Juventude Canaã, mantido pela Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (Funac).

Essa não é a primeira que a adolescente é a apreendida. No mês de setembro deste ano, ela também foi aprendida com mais de 300 kg de maconha. Na ocasião, a adolescente ficou apenas dois dias internada.

A adolescente de 17 anos foi autuada neste sábado pelo o ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e apresentada ao Ministério Público do Maranhão (MP-MA), o qual definirá pela internação provisória ou não dela.

Maconha estava embalada em 70 tabletes e foi apreendida por policiais da Senarc em São Luís, MA (Foto: Reprodução/TV Mirante)Maconha estava embalada em 70 tabletes e foi apreendida por policiais da Senarc em São Luís, MA (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Share Button

Prefeito é afastado do cargo por atraso dos salários dos servidores

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça decidiu, nesta quarta-feira, 23, afastar do cargo o prefeito de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres, em decorrência do atraso no pagamento dos salários dos servidores públicos municipais.

prefeito-godofredo-viana

Prefeito de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres

A decisão também prevê o bloqueio do valor de R$ 739.152,40 das contas do município para o pagamento dos vencimentos de funcionários efetivos e contratados, referentes ao mês de outubro. Para efetivar a medida, deve ser feita uma operação bancária de transferência da conta do município de Godofredo Viana na agência do Banco do Brasil em Carutapera para a conta do município na agência do Bradesco de Cândido Mendes.

A Justiça já havia bloqueado, no dia 1º de novembro, as contas do município de Godofredo Viana, para que fossem quitados os pagamentos atrasados do funcionalismo, referentes a setembro, o que já foi quase integralmente cumprido, sendo os salários creditados pelo Banco Bradesco na conta dos servidores.

A medida judicial acolheu um pedido do promotor de justiça Márcio Antônio Alves de Oliveira, da comarca de Cândido Mendes, da qual Godofredo Viana é termo judiciário, em uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa, ajuizada no dia 26 de outubro.

Nessa decisão do juiz Rômulo Lago e Cruz, os valores bloqueados foram da ordem de R$ 1.057.667,73 e contemplaram, além dos efetivos, servidores contratados e até ex-servidores que tinham salários a receber junto ao município.

 

 (MPMA) e Jornal Pequeno

Share Button

PF faz operação em combate à caça de animais silvestres no Maranhão

Do G1 MA

Operação ASAS da Polícia Federal no Maranhão para combater caça ilegal a animais silvestres (Foto: Dilvulgação / PF)Operação ASAS da Polícia Federal no Maranhão para combater caça ilegal a animais silvestres (Foto: Dilvulgação / PF)

A Polícia Federal realizou na manhã desta sexta-feira, em Rosário, distante 46 km de São Luís, a Operação “ASAS” para combater a caça ilegal de animais silvestres na Área de Soltura de Animais Silvestres (ASAS), localidade utilizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para tratar animais e devolvê-los à natureza. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nas residências de caçadores. Os 30 policiais federais tiveram o apoio de servidores do Ibama.

Em 2009, a Operação Oxóssi culminou com a prisão de nove pessoas no Maranhão. Na oportunidade, a Polícia Federal combatia o tráfico internacional de animais silvestres e deflagrou as ações em nove estados. Do Maranhão saíram principalmente as aves silvestres, que são justamente os animais mais comuns em apreensões de tráfico.

Vários animais silvestres foram apreendidos em operação da Polícia Federal no Maranhão (Foto: Dilvulgação / PF)Vários animais silvestres foram apreendidos em operação da Polícia Federal no Maranhão (Foto: Dilvulgação / PF)

Segundo a ONG WWF Brasil, este comércio ilegal de animais silvestres movimenta US$ 10 bilhões por ano em todo o mundo. Isto pelo fato de esta ramificação criminosa perder apenas para os tráficos de drogas e de armas, respectivamente.

O Ibama diz que a maior parte das capturas dos animais ocorre no Maranhão, Bahia, Ceará, Piauí e Mato Grosso. Enquanto que o consumo maior parte de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Share Button