Novo Aumento: Botijão de Gás mais caro a partir desta terça-feira 26

Foto: Reprodução

Share Button

Definido pela CBF as datas da semifinal entre Sampaio Corrêa e Fortaleza

IMIRANTE ESPORTE, COM INFORMAÇÕES DA CBF

Os jogos entre Sampaio Corrêa e Fortaleza são válidos pela semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro. (Foto: De Jesus/O Estado)

SÃO LUÍS – A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu, nesta terça-feira (26), as datas dos jogos entre Sampaio Corrêa e Fortaleza, válidos pela semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro. Como aguardado, o primeiro confronto vai acontecer na próxima segunda-feira (2), às 20h45, na Arena Castelão, em Fortaleza.

A escolha da data na Arena Castelão, em Fortaleza, é devido a um show> da banda Aviões do Forró, no sábado (30). Com isso, no domingo (1) haverá o desmonte do palco para que o jogo possa ser realizado na segunda-feira (2).

Já a partida de volta entre Sampaio Corrêa e Fortaleza ocorrerá no sábado (7), às 17 horas, no Estádio Castelão, em São Luís.

O segundo jogo será realizado com mando do Sampaio Corrêa porque a equipe maranhense realizou melhor campanha na Série C do Campeonato Brasileiro.

Share Button

Câmara dos deputados lê a Segunda denúncia contra o Presidente Michel Temer

Débora Brito – Repórter da Agência Brasil

A segunda denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer pelos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa é lida no plenário da Câmara dos Deputados. A leitura está sendo feita pela segunda secretária da Mesa Diretora, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), em sessão extraordinária.

A solicitação do Supremo Tribunal Federal (STF) para que os deputados analisem se autorizam o prosseguimento da acusação na Justiça chegou à Câmara na última quinta-feira (21). O processo, entretanto, só pôde ser lido hoje, porque tanto na sexta quanto ontem (25) o quórum mínimo de 51 deputados para abrir uma sessão não foi alcançado.

Pouco antes do início da sessão, a deputada Mariana lembrou que a primeira denúncia por corrupção passiva, que tinha 60 páginas, levou duas horas e 45 minutos para ser lida. O segundo processo tem 260 páginas e a expectativa da deputada é que a leitura se estenda por mais de seis horas. Como uma sessão extraordinária tem duração máxima de 4 horas, deverá ser aberta uma segunda sessão para dar continuidade à leitura e à votação da reforma política que está na pauta de hoje do plenário.

Denúncia

No inquérito, Temer é acusado de tentar obstruir a justiça e liderar organização criminosa. O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sustenta na denúncia que o presidente Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, ambos do PMDB, foram os responsáveis por liderar um esquema de corrupção, envolvendo integrantes do partido na Câmara, com o objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública.

Na acusação por obstrução de Justiça, Temer teria atuado para comprar o silêncio do doleiro Lúcio Funaro, um dos delatores nas investigações, que teria sido o operador do suposto esquema. A interferência teria ocorrido por meio dos empresários da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud, que são acusados do mesmo crime.

A partir da leitura da denúncia, o presidente da República e os demais acusados serão notificados pelo primeiro secretário da Câmara, deputado Giacobo (PR-PR), para apresentar suas defesas no prazo de até dez sessões do plenário. O processo será encaminhado à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), à qual cabe votar um parecer com relação ao prosseguimento da denúncia. A comissão analisa ainda se o processo será desmembrado por tipo de crime ou por autoridades a serem investigadas.

Depois de passar pela CCJ, a denúncia deverá ser analisada em plenário, onde deve receber pelo menos 342 votos, o que corresponde a dois terços dos 513 deputados, quorum exigido pela Constituição para que denúncias contra um presidente da República sejam investigadas pelo Supremo. A previsão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é de que a votação da denúncia se encerre até o fim de outubro.

Share Button