Sematec apreende aves proíbida com ajuda da PM e Guadas Municipais em Arari

 

imagem sem descrição.

Agentes de fiscalização da Sematec,(Secretaria Municipal de meio ambiente ciência e tecnológia) com o apoio do comando da PM local e da Guarda Municipal, promoveram ação de fiscalização em combate à caça e ao comércio de aves nativas (Marrecas) nas comunidades de Melo e Arraial, atividade bastante comum no município dada a grande abundância de campos e lagos, o que proporciona um ambiente altamente favorável para a reprodução dessa espécie de aves.
Segundo a Sematec, a ação que teve bastante sucesso só é possível pela colaboração das comunidades que hoje estão bem mais conscientes de seu papel e do trabalho de AAVs infiltrados. Nessa ação foi possível flagrar um grupo de caçadores que, ao notarem a presença da equipe, evadiu-se do local, deixando todo o apetrecho de caça, assim como pertences pessoais.

No local ainda estava a armadilha de rede (instrumento que é usado para a caça predatória), que logo foi desarmada e destruída), e as marrecas que eram usadas como “chama” e um aparelho sonoro que é usado para atrair as aves para a armadilha foram recuperados.

A operação denominada “ASAS LIVRES” se intensificará por toda a região até o início do ciclo invernoso, época que as aves têm maior segurança pelo aumento das águas nos campos e lagos.

Essa é uma das metas do município com relação aos ODS (Objetivos do desenvolvimento Sustentável), no item 15.7, que trata de tomar medidas urgentes para acabar com a caça ilegal e o tráfico de espécies da flora e fauna protegidas, e abordar tanto a demanda quanto a oferta de produtos ilegais da vida selvagem.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *