Confira resultado da consulta pública sobre nomes à Prefeitura de Arari em 2020

Para que se se tenha uma interpretação delimitada do que pode ser inferido adequadamente sobre a consulta pública realizada, é primordial que se leve em consideração as seguintes variáveis:

1 – Que a consulta pública não se trata de uma pesquisa eleitoral no sentido da ciência estatística de um pesquisa convencional. Trata-se de uma enquete ou sonadagem, uma consulta informal e sem o controle da amostra quanto à idade, localização geográfica e segmentação social ou outro padrão de seleção da amostra.

A esse respeito considere-se a Res.-TSE nº 23549/2017: “Art. 23. § 1º Entende-se por enquete ou sondagem a pesquisa de opinião pública que não obedeça às disposições legais e às determinações previstas nesta resolução. E que enquete “É o levantamento de opiniões, sem controle de amostra, que não utiliza método científico para sua realização e depende apenas da participação espontânea do interessado” (ENQUETE. In: BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Thesaurus. 6. ed. rev. e ampl. Brasília: Secretaria de Documentação e Informação, 2006. p. 99)

2 – Que apesar de possível apenas um única resposta por pessoa (conta Google), alguns dos participantes entre os nomes a constar nas possibilidades de respostas, por si ou por terceiros, tiveram mobilização a seu favor entre seus simpatizantes, enquanto outros não, o que pode ter influenciado relativamente o resultado. O mesmo pode ser dito em relação ao aparecimento público nos meios de comunicação, redes sociais ou eventos de repercussão comunitária durante o período de respostas.

3 – Que o resultado não reflete a totalidade da população arariense ou tampouco a garantia da totalidade representada na amostra que constituiu os participantes, mas por tratar-se de uma consulta de Internet compartilhada em redes sociais e grupos de troca de mensagens eletrônicas, logo, os participantes são possivelmente representação dessa segmentação social.

Em outros termos, o resultado deve ser interpretação levando em consideração que reflete a visão predominante de pessoas afeitas à navegação na Internet, participação em redes sociais e grupos de mensagens, a exemplo do WhatsApp, bem como predominância de participações da zona urbana, já que a zona rural ainda significativamente limitada quanto ao acesso de qualidade a esses recursos.

4 – Estendeu-se o período de respostas até o final desta sexta-feira (24) objetivando-se atingir o número mínimo de participantes únicos logados que era de 300 respondentes, número ainda não atingido no dia 20.

5 – Ressalte-se que os nomes dispostos foram escolhidos a partir de consulta prévia sobre o assunto abordado, sem em obrigatoriamente fossem auto indicação, incluídos sob autorização dos envolvidos ou por preferência dos organizadores da consulta, ou ainda significa que sejam nomes autodeclarados como possíveis pré-candidatos.

Expostas essas considerações segue a planilha original de resultado, gerada pelo serviço Google Forms e acessível publicamente a todos, independente de ter participado ou não das respostas, de estarem ou não logados na conta por meio da qual responderam.

Acesse aqui o resultado

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *