25 imigrantes são resgatados na Bahia de São Marcos no Maranhão

Embarcação com imigrantes do Senegal, Nigéria e Guiana foi resgatada à deriva na Baia de São Marcos no Maranhão. (Foto: Divulgação/Governo do Maranhão)

Embarcação com imigrantes do Senegal, Nigéria e Guiana foi resgatada à deriva na Baia de São Marcos no Maranhão. (Foto: Divulgação/Governo do Maranhão)

Uma embarcação à deriva com 25 imigrantes africanos foi resgatada, na noite deste sábado (19), próximo ao município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. A informação é do governo do Maranhão.

Foram encontrados estrangeiros vindos do Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde, além de dois brasileiros, de acordo com nota do governo. Inicialmente, a Secretaria de Direitos Humanos havia informado que havia imigrante da Guiana no grupo. A informação foi corrigida por volta das 13h.

A Polícia Federal investiga se houve crime no transporte dessas pessoas ao país e vai avaliar a situação jurídica delas no Brasil.

Segundo a Capitania dos Portos do Maranhão, a Marinha foi avisada, na manhã de sábado, que havia um barco, supostamente com a bandeira haitiana, com 27 pessoas a bordo perto de São José de Ribamar. Foram, então, iniciadas buscas pela embarcação chamada de “Rossana”.

Por volta das 19h, a Capitania recebeu a informação de que um barco pesqueiro do Ceará estava rebocando a embarcação e havia oferecido água e mantimentos para os imigrantes. Eles tentaram ir até o Porto do Itaqui, mas não conseguiram. Segundo o pescador, o barco já estava quase sem suprimentos, e “Rossana” estava em condições precárias. Eles tiveram autorização para atracar às 23h30 no cais de São de José de Ribamar.

Ao chegar ao cais, equipes do Corpo de Bombeiros, do Governo do Maranhão e das polícias Federal e Militar recolheram as primeiras informações com os imigrantes.

Lá também foram realizados os primeiros atendimentos médicos e servidas refeições. A equipe multidisciplinar do Centro Estadual de Apoio às Vítimas (Ceav) esteve prestando apoio psicológico.

O grupo recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, em São José de Ribamar. Eles estavam com quadro de desidratação.

Em seguida, eles foram encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues em São Luís, onde seguem assistidos pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em caráter temporário, até que os procedimentos realizados pela Polícia Federal sejam finalizados.

Barco à deriva com imigrantes foi encontrado no Maranhão (Foto: Roberta Jaworski/G1)

Barco à deriva com imigrantes foi encontrado no Maranhão (Foto: Roberta Jaworski/G1) As informações são do G1MA

Share Button

Fórum e Rede de Defesa dos Direitos da Cidadania do Maranhão discutem ações em prol de comunidades maranhenses

O Fórum e Rede de Defesa dos Direitos da Cidadania do Maranhão reuniram-se com diversas cidades do Maranhão na comunidade de Flecheira Arari, onde discutiram a preparação das ações que está sendo programada uma série de atividades contra  a cerca de arame em campos e lagos nas cidades onde estão sendo prejudicados pelos criadores.

Na reunião as comunidades acreditam que a vitória virá em breve e que vão continuar lutando para vencer os grandes latifundiários.

Estiveram presentes representantes das seguintes cidades: Arari, Anajatuba São Mateus, Itapecuru Mirim, Urbano Santos, Santa Quitéria, Cantanhede, Miranda do Norte, Matões do Norte, Primeira Cruz e Santa Rita. Essas comunidades estão na luta contra os grandes latifundiários nos munícipios citados e que buscam a cada dia aprimorar ainda mais o movimento que cada vez está mais unido em prol da causa e que acreditam que a justiça prevalecerá.

Share Button

Semed São Luis abre processo seletivo com 62 vagas

A  Secretaria Municipal de Educação (Semed), abriu processo seletivo simplificado para o programa federal Mais Alfabetização (PMALFA). Estão disponíveis 62 vagas, que serão preenchidas por meio de prova de título para a função de Assistente de Alfabetização Voluntário, prevista no programa. Confira o edital completo aqui.

A atuação será para o período de seis meses, no exercício de 2018; e de oito meses, nos exercícios subsequentes, conforme interesse da administração. As inscrições, abertas nesta quinta-feira (17), serão realizadas exclusivamente na coordenação do PMALFA, no auditório da Semed.

De acordo com a Secretaria, o programa tem por objetivo fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização, para fins de leitura, escrita e matemática dos estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental. O Assistente de Alfabetização Voluntário atuará no PMALFA nas unidades escolares da rede pública municipal de ensino de São Luís.

Requisitos

  • O candidato a vaga deve ter como requisitos mínimos para a seleção de Assistente de Alfabetização Voluntário:
  • Idade mínima de 18 anos, no ato da inscrição
  • Possuir, no mínimo, graduação em Pedagogia ou cursando a partir do 5º período e/ou graduação em curso de licenciatura com pós-graduação em Alfabetização e/ou Licenciatura em Magistério das Séries Iniciais e/ou Curso de Magistério em Nível Médio;
  • Disponibilidade de horário para participar do PMALFA
  • Disponibilidade de horário para participar de reuniões de formação, com pessoal técnico responsável pelo programa.

Inscrições

Os interessados em participar do processo seletivo devem se inscrever, exclusivamente na coordenação do PMALFA, no auditório da Semed (localizado na Avenida Marechal Castelo Branco, Quadra 14, Lote 14, nº 2, Edifício Trade Center – São Francisco), nos dias 17, 18 e 21 de maio, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h; e no dia 19 de maio, no horário das 8h às 12h. Não será cobrada taxa de inscrição.

O candidato pode ser servidor municipal desde que tenha disponibilidade de, no mínimo, 20 horas. Não serão aceitas inscrições por meio eletrônico, via postal e fax e também não serão aceitos documentos após o ato da inscrição. No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar:

  • Formulário de Inscrição do Processo Seletivo Simplificado devidamente preenchido
  • Carteira de Identidade ou Carteira Nacional de Habilitação (frente e verso)
  • CPF
  • Comprovante de residência
  • Título de Eleitor, com comprovante de quitação eleitoral.
 Informações do G1,MA
Share Button