Comércio local toma vias públicas de Arari sem controle algum

Arari está se transformando em uma cidade sem respeito às leis, com o império da desordem e total desrespeito ao cidadão pedestre e condutor, por parte do Comércio local, em diversas ruas da cidade, inclusive na avenida principal.

Apesar de esforços públicos razoáveis em prol de desenvolvimento local e de se saber da importância de um comércio dinâmico para a economia arariense, é de se lamentar a desordem que impera na cidade, sem que ninguém fiscalize ou discipline.

Sem fiscalização e ordem impostas pela Municipalidade, os espaços públicos destinados à mobilidade de pessoas e veículos têm seu uso ditado pelos estabelecimentos comerciais, a seu inteiro critério, sem nada que padronize ou regule a construção e o uso de calçadas e vias públicas.

Vamos a alguns exemplos práticos que evidenciam o desmando, a falta de ordem e o desrespeito a condutores e pedestres, e consequentemente, manifestam riscos e prejuízo à mobilidade urbana.

Sem o mínimo respeito ao cidadão e ao município, a Imperial Magazine tem sido recorrente em tomar todo o espaço da calçada e, por vezes, metade de uma das vias da Avenida João Lima, nas proximidades do Arari Clube, com exposição de móveis e eletrodomésticos na calçada até uma das faixas da avenida.

Os estabelecimentos que vão desde a Panificadora Pão Nosso até a o final do retorno próximo ao novo Centro de Eventos são igualmente exemplos de total desordem e bloqueio total das calçadas. E os exemplos não param por aí.

Urge que o Poder Público local tome providências quanto a esse total desmando e falta de organização. Além de poluir visualmente a cidade, tais excessos prejudicam a modalidade do cidadão e causam bastante transtorno no trânsito da cidade, em diversas circunstâncias.

Fica a dica e a denúncia à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Municipais; à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais e à Guarda Municipal quanto a providências e ao ministério público . Ao cidadão, fica o convite a boicotar tais estabelecimentos comerciais sem compromisso ético com a cidade.

Confira mais fotos sobre o assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *